Voyeurismo

Você sabe o que é Voyeurismo? Talvez muitos já tenham escutado essa palavra e saibam que está associada a sexo, mas não conhecem o seu real significado.

Voyeurismo é um tipo de parafilia (um padrão de comportamento sexual no qual, geralmente, a fonte predominante de prazer não se encontra na relação sexual em si, mas em alguma outra atividade), e pode ser descrito de duas maneiras:

– Voyeur observador: indivíduo que sente prazer em espiar ou observar outra pessoa nua ou durante a prática sexual, sem participar e sem que esta saiba, consegue chegar ao orgasmo tanto através da masturbação quanto apenas com o estímulo visual, sem que precise tocar o próprio corpo;

– Voyeur “exibicionista”: indivíduo que sente prazer em se mostrar para os outros, ou seja, de ser observado em momentos mais picantes.

Não há uma explicação concreta e nem regras do que defina um voyeur, mas normalmente essa prática acontece porque existem algum desejo sexual entre quem observa por quem é observado. Já no caso de quem gosta de ser observado, não existe necessariamente uma explicação, mas alguns praticantes dizem que sentem-se mais desejados.

Voyeurismo como fetiche

Hoje em dia, o Voyeurismo pode ser considerado um fetiche bem como parte de fantasias sexuais, que atrai muitos curiosos e já ganhou diversos adeptos.

A maior atrativo do Voyeurismo é justamente a sensação de risco, de ser descoberto e pego a qualquer momento, o que provoca o prazer.  

O Voyeurismo pode ser considerado um transtorno?

O prazer em observar não pode ser considerado um distúrbio, desde que não seja exagerado e não se transforme na única forma de excitação e atividade sexual de uma pessoa.

Olhar e fantasiar é saudável e natural, porém, quando existe um comportamento nocivo e sofrimento emocional envolvidos. Em outras palavras, se o voyeur começa a sofrer por se sentir escravo desse prazer, é preciso procurar ajuda de psicólogos.

Deixe seu cometário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *